Home page
Novembro 29
​Projeto GaME – Ganha a Melhor Escola!

Competição Nacional sobre "Eficiência Energética: a Melhor Escola é a Nossa"

Durante o ano letivo 2017/2018 decorreu em vários Municípios, e também em Almada, a "Competição Inter-escolas GaME, Ganha a Melhor Escola", dirigida a escolas do ensino secundário e profissional e que teve como grande objetivo envolver os/as alunos/as na gestão de energia da sua escola.

Ao longo do projeto foi criada uma plataforma online através da qual os participantes fizeram uma auditoria energética à sua escola, criando um plano de ação e implementando várias medidas para tornar mais eficiente o uso da energia no espaço-escola.

Com o apoio da AGENEAL, Agencia Municipal da Energia de Almada, participaram no GaME seis estabelecimentos de ensino de Almada, tendo a EPED - Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento ficado entre os 10 premiados, a nível Nacional, pelo bom desempenho demonstrado nesta competição.

O projeto foi promovido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos e teve como parceiro local a AGENEAL, que coordenou a concretização do GaME em Almada e a articulação com a Divisão de Educação e Sensibilização Ambiental do Município e as escolas participantes.

Parabéns à comunidade EPED pelo desempenho!


www.facebook.com/game20172018  


Projeto GaME.png

 
 
 

Novembro 27
Uma equipa com fair-play

Quando a visita de estudo ao Estádio da Luz foi anunciada, os/as alunos/as ficaram perplexos com a professora de Área de Integração e as reações foram muitas e em torno das mesmas questões: “Porquê o estádio do Benfica e não o do Sporting?”; “Qual a relação da disciplina com a visita a um campo de futebol?”; “O que é que vamos lá fazer?!?!”.

A resposta a todas as perguntas e indignações  obtiveram resposta, justamente, no dia 9 de novembro quando as turmas P52; P53; P56 e P57, acompanhadas pela colaboradora Eugénia Dantas e pelos/as professores/as Anabela Domingues; Bárbara Vale-Frias; Frederico Crispim; Ivone Coelho e Sandra Inácio se deslocaram ao estádio da Luz para uma visita guiada ao mesmo assim como a realização de um pedypaper no museu Cosme Damião.

Os/as 56 alunos/as, divididos/as em dois grupos, tiveram oportunidade de entrar em contacto com as instalações do estádio visitando o relvado bem como as diferentes salas que viabilizam os serviços em dias de jogos, como os balneários e a sala de conferência de imprensa. Contudo, observar um dos símbolos do clube, as águias, consistiu num dos momentos mais empolgantes da visita de estudo. Por sua vez, o museu Cosme Damião permitiu que os/as participantes seguissem a linha da história e da cultura portuguesa e mundial a par e passo com os feitos desportivos do Clube, destacando-se uma das suas maiores glórias que, em tempos de nevoeiro, assumiu-se como um símbolo de esperança de toda uma nação, Eusébio da Silva Ferreira.

Globalmente, a visita de estudo decorreu com muito fair play, pois, embora vários/as alunos/as e professores/as não sejam adeptos/as do Sport Lisboa e Benfica, compreenderam que se tratava de uma iniciativa com objetivos pedagógicos, concretamente, encarar os clubes de futebol como agentes de socialização na transmissão de valores, normas e comportamentos socialmente aceites numa era global em que também as equipas de futebol são constituídas por membros de nacionalidades diferentes com desafios culturais diversificados, nomeadamente, a importância de assimilar a cultura de quem nos recebe sem perder, todavia, a nossa cultura mãe.

É caso para se dizer, voámos todos/as nas asas do pensamento, com o coração da cor da nossa espécie num mundo cuja complexidade é uma evidência e onde todos/as pretendemos encontrar o nosso lugar.​ 


Notícia Anabela.jpg



Diapositivo1 (2).JPG 
 



 


Novembro 21
Reviver o Passado no Príncipe Real

No passado dia 14 de novembro, a turma P63 deslocou-se a Lisboa para visitar o Laboratório Químico da antiga Escola Politécnica.

Os alunos puderam ver como eram as aulas de Química no séc. XIX e como professor e alunos se relacionavam.

Visitaram, ainda, o anfiteatro onde decorriam as aulas teóricas da 6ª cadeira, bem como a sala de exposição José Júlio Bettencourt Rodrigues.

 

«O que mais me impressionou no ensino no século XIX foi o facto de serem apenas os rapazes a terem o privilégio de estudar e as raparigas ficarem em casa. Em relação ao museu, (…) vi máquinas/instrumentos que nunca tinha visto antes num laboratório químico como, por exemplo, uma máquina de fazer gelo.» MP

 

«O que achei mais interessante foi o facto de não existir contacto entre professor e alunos e não partilharem o mesmo espaço, o que dificultava bastante o esclarecimento de dúvidas por parte dos alunos.» AS

 

«Achei bastante interessante a arquitetura do anfiteatro porque, mal entrei, descobri bastantes parecenças com a nossa Assembleia da República. (…) Esta visita de estudo serviu para adquirir conhecimentos sobre as diversas maneiras de organização dos laboratórios.» MJ

 

«Gostei bastante da guia que nos acompanhou, achei-a simpática e soube explicar-nos tudo de uma forma muito cativante. Para mim é muito importante fazer uma visita guiada num museu. (…) Esta visita de estudo foi muito importante para o meu futuro enquanto analista de laboratório porque observei como eram os laboratórios antigos, vi também muitos materiais de laboratório que ainda não conhecia e especialmente porque conheci pessoas que foram muito importantes no mundo da química.» MO

 

«Esta visita de estudo foi uma ótima escolha para uma visita escolar.» RO​


 

20181114_100757.jpg

20181114_104715.jpg

20181114_121426.jpg



Novembro 21
A EPED Voltou a Treeeeemeeeeeeer!

No âmbito do projeto de Educação para a Saúde, as turmas P49, P54, P57, P61 e P63 participaram no exercício público de preparação para o risco sísmico, promovidos pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

 

Este ano, a iniciativa ocorreu no dia 5 de novembro, pelas 11h05 da manhã. Durante 30 segundos, os alunos realizaram um exercício composto por 3 gestos básicos de proteção em caso de sismo – baixar, proteger e aguardar -, com o objetivo de alertar para comportamentos simples de segurança que podem salvar vidas, bem como identificar possíveis fatores de risco, tais como objetos mal posicionados, que atrapalham a eficiência dos referidos gestos de proteção.


 

Seguidamente, todas as turmas se dirigiram para os pontos de encontro, localizados junto ao campo de jogos e à entrada da escola.


 

2018.11.jpg


​ 

2018.111.jpg


Novembro 16
Aqui há polvo!!!


Foto 1 Aqui há polvo.png

Que espécies de seres vivos existem nas praias de Portugal continental? Onde vivem? Como se comportam? Estas são algumas das questões que um grupo de estudantes da Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento tentou dar reposta no estudo “Observação e Identificação da fauna ​e flora intertidal da praia de Stº António da Costa da Caparica”.
Foto 2 Aqui há polvo.png

Assim, no passado dia 27 de Setembro, a turma P50 (3º ano) da EPED, do curso de TGA, pôs em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas. Foram então, até à praia de Santo António da Costa da Caparica observar e identificar algumas das espécies de animais e plantas que lá se encontram (nos pontões). Os objetivos passavam por sensibilizar para a importância da preservação dos ecossistemas costeiros como suporte biofísico e para a valorização da biodiversidade. Do mesmo modo, desenvolveram-se as capacidades de identificação da flora e fauna aquáticas dos/as alunos/as.
Nesta manhã foi possível observar vários tipos de seres vivos tais como cracas (crustáceos marinhos sésseis), lapas (moluscos), mexilhões (moluscos), algas castanhas, verdes e algumas vermelhas, burriés, caranguejos verdes, camarões, barroeiras, cabozes, entre outros. O momento alto do dia foi quando o professor responsável pela atividade, Carlos Costa, apanhou um polvo, dando a oportunidade aos/às alunos/as de observar este animal de perto e, até, ter o privilégio de lhe tocar.

À tarde estava prevista uma sessão de mergulho (snorkeling) para observação subaquática deste ecossistema, mas as condições (perigosas) do mar levaram ao seu cancelamento.

Na opinião da turma “Foi uma aula bastante interessante, saímos da rotina normal de sala, e acabámos por aprender bastante com esta sessão ao ar livre dentro do meio que estamos a estudar!”

Novembro 15
Ainda existem Boas Almas?

As turmas P49; P58; P59 e P62, no passado dia 31 de outubro, deslocaram-se ao Teatro Joaquim Benite em Almada, para assistir à peça do dramaturgo alemão, Bertold Brecht, intitulada “A Boa Alma de Sé-Chuão”. 

Ao longo de aproximadamente duas horas e trinta minutos, alunos/as e professores/as tiveram oportunidade de seguir o dilema vivido por Chen-Te, entre escolher ser boa pessoa, orientando a sua ação respeitando valores éticos ou, pelo contrário, adotar princípios egoístas, tornando o espaço social cinzento e as relações desumanas. A ação da história decorreu em diferentes cenários, convidando os/as atores/atrizes a expressarem-se através do código verbal mas também do exigente código não verbal, com especial destaque para a expressão corporal dando um maior enfase à mensagem da Obra.

Na discussão tida com os/as alunos/as, as professoras responsáveis pela visita de estudo aperceberam-se que a mesma foi bastante apreciada devido, justamente, ao facto de os/as personagens apresentarem uma linguagem verbal com expressões do nosso tempo acompanhada por uma linguagem corporal que estabelecia a ponte entre o público, o texto e o ator.


Outubro 22
É oficial, o debate está aberto...

a todos/as os/as alunos/as que pretendam refletir acerca das alterações climáticas no nosso planeta.

Com efeito, a edição deste ano letivo do Projeto Parlamento dos Jovens, da responsabilidade da Assembleia da República, apela à reflexão e discussão acerca da importância de reverter o aquecimento global.

Sabemos que devemos preservar a Natureza, mas muitas vezes a questão levanta-se: Porquê?

Por que motivo devemos proteger a Natureza? Qual a nossa responsabilidade para com a Natureza?

Segundo Hans Jonas, filósofo alemão do século XX, a Natureza deve ser protegida porque devemos reconhecer que o direito a um planeta habitável é um direito das gerações vindouras.

Posto isto, invocamos a responsabilidade que é de todos/as a proteger a Mãe Natureza e porque não, começar já no nosso dia-a-dia, na nossa escola, formando uma lista para debater o assunto que interessa a todos/as.

Informa-te junto da tua professora de Área de Integração e inicia um debate de interesse global.

 Contamos contigo!


 
Outubro 22
ERASMUS+ "THE ART OF HELPING"

IMG-20181010-WA0019.jpg

Teve início, em setembro, mais um projeto Erasmus+ , intitulado "The Art of Helping". A EPED participa conjuntamente com uma escola da Hungria, Polónia e Itália. Deu-se início à seleção dos candidatos, tendo sido apurados oito para a primeira mobilidade, que terá lugar na Hungria, na última semana de fevereiro. Parabéns aos selecionados e, a partir de agora.... mãos à obra!

IMG-20181010-WA0021 (1).jpg 
 
 

Setembro 11
Ação Social Escolar 2018/2019

Infor​ma-se os/as alunos/as que submeteram as suas candidaturas à Ação Social Escolar da EPED que já se encontra afixada, na Secretaria, a listagem dos processos deferidos pela Direção da escola.

Mais Mais MdMais se informa que os/as alunos/as constantes da referida lista irão receber, em data a ser informada oportunamente, os manuais escolares através da Bolsa de Manuais Escolares, bem como o material escolar do ASE, pelo que, devem informar o Serviço de Ação Social Escolar, com a maior brevidade possível, no caso de não pretenderem recorrer a este benefício.

Setembro 07
Atividades Letivas 2018/2019 - Apresentação e início das aulas - Turmas do 1º ano

Inicio Ano Letivo 1º ano.jpg



1 - 10Seguinte